Como saber se você está esgotado(a) ou é preguiça?

O aumento geral da conscientização sobre a importância do autocuidado e do trabalho no próprio bem-estar e saúde mental levou a uma maior sensibilidade e ajuste dos ambientes de trabalho e escola. Apesar das mudanças feitas para atender aos estados mentais das pessoas, ainda é bastante comum que as pessoas rotulem erroneamente o burnout como preguiça.

Burnout é uma sensação total de exaustão sentida mentalmente, emocionalmente e fisicamente. Burnout é causado por quantidades contínuas e excessivas de estresse. Isso leva a uma extrema dificuldade em se motivar, resultando em baixa produtividade. Este pode ser um dos principais fatores onde o esgotamento e a preguiça se sobrepõem.

Embora a preguiça e o esgotamento possam parecer semelhantes do lado de fora, é essencial conhecer a diferença dos dois para abordá-los adequadamente. Aqui estão alguns sinais que podem ajudá-lo(a) a diferenciar se o que você está sentindo é de fato esgotamento ou uma onda de preguiça.

Vivendo a vida no piloto automático

Você não se sente mais você mesmo. Você se sente desconectado(a) das coisas que acontecem ao seu redor, vivendo a vida como uma folha flutuando sem rumo ao vento. Você se sente muito exausto(a) para se envolver em coisas diárias.

Isso pode fazer com que você esqueça de cuidar de si mesmo(a). Você parou de cuidar de si mesmo(a), possivelmente comendo e dormindo em intervalos irregulares. Você começou a se retrair para dentro, afastando-se de seus amigos e familiares, passando seu tempo sozinho sem fazer nada porque está completamente exausto(a).

Perdendo sua unidade 

Coisas que podem ter despertado seu interesse, ou pelas quais você costumava se apaixonar, não estimulam mais a mesma resposta.

A principal diferença entre esgotamento e preguiça é que você não costumava se sentir assim. A preguiça pode ser um traço mais habitual, mas se você experimentar uma perda de motivação, paixão e/ou despersonalização quando costumava sentir exatamente o oposto disso, então você pode estar experimentando esgotamento, não preguiça.

Forçar a si mesmo neste ponto pode até fazer com que você se ressinta do trabalho que já amou, tornando-o apático em relação às coisas pelas quais costumava se sentir fortemente.

Atacado(a) por pequenas coisas

Você se sente estressado com pequenas coisas? Tornou-se mais fácil para as pessoas ou situações deixá-lo(a) nervoso ultimamente? O esgotamento pode dificultar o controle de suas emoções, o que pode não ter sido um problema para você no passado.

Isso contrasta muito com a preguiça, pois as pessoas preguiçosas geralmente têm uma disposição descontraída, geralmente imperturbável por qualquer coisa.

Você nem sempre foi assim

Novamente, a principal diferença entre esgotamento e preguiça é que essas coisas nunca foram um problema para você no passado. Burnout não acontece de uma só vez. É causado por um acúmulo gradual de estresse que, quando não tratado, pode levar a esses sintomas.

É importante detectar o esgotamento desde o início, reconhecendo como você se sente e tomando nota do que pode estar fazendo com que você se sinta assim. Identificar as causas-raiz pode ajudá-lo(a) a descobrir como lidar com essas coisas.

Pode parecer muito mais fácil falar do que fazer, procurar ajuda profissional pode fornecer uma orientação melhor. Reconhecer o burnout em seus estágios iniciais pode impedir que você desenvolva complicações de saúde relacionadas ao estresse, ansiedade e/ou depressão.

É necessário aumentar a conscientização sobre o esgotamento em vez de descartá-lo ou invalidar a experiência de uma pessoa simplesmente chamando-o(a) de preguiçoso(a). Claro, isso não deve ser usado como desculpa para sair fazendo o oposto e encobrindo a preguiça chamando-a de esgotamento.

Ainda é importante ter sonhos e objetivos aos quais aspirar, mas ocasionalmente o melhor passo para frente é dar um passo para trás e dar a si mesmo a chance de se reagrupar. Às vezes, a coisa mais produtiva que você pode fazer é fazer uma pausa.

Já pensou em trabalhar a partir de casa, mas não sabe como fazer então clique na imagem abaixo e descubra.

HomeOffice lucrativo

Gostou do post? Curta, comente e compartilhe.

 

Como trabalhar em casa de forma eficaz

O que as pessoas devem ou precisam fazer para trabalhar em casa? Devem se adaptar a muitas coisas para continuar sua atividade profissional, como:

  • Tecnologia que deve ser utilizada em trabalhos como reunião online, planejamento de eventos, coleta de dados, colocação de ideias, envio de documentos, envio de trabalhos ou até mesmo compartilhamento de tela
  • Modificar o espaço da casa para ter um lugar para o home office, equipamentos, mesa e cadeiras que permitam trabalhar de uma forma confortável
  • Mudanças nos horários da vida doméstica e produtiva, além dos cuidados com a alimentação
  • Além de outras questões doméstica, como cuidar de filhos pequenos que precisam ser supervisionados ou mesmo cuidar de idosos em casa

Depois de um tempo trabalhando em casa existem muitas vantagens como reduzir o peso das despesas de viagem, ter mais tempo, permitir compartilhar bons momentos com as pessoas em casa etc. Quanto às desvantagens, temos a mistura de questões domésticas com as profissionais. O que precisamos ter em mente é que trabalhar em casa não é diferente de trabalhar no escritório.

Se queremos que nosso trabalho em casa seja mais eficaz, o que fazer?

8 dicas de como trabalhar em casa

1. Ajuste a atitude de trabalho
Os supervisores precisam confiar nas suas equipes, que podem trabalhar conforme designado ou podem planejar um melhor desenvolvimento do trabalho.

Para as equipes, estas devem entender que trabalhar em casa não é feriado. Devem planejar claramente como se estivessem no escritório cumprindo suas rotinas no horário do expediente, ficar vendo televisão ou outras distrações como o tempo todo no Whatsapp, estão fora de questão.

2. Ter disciplina no trabalho

Deve agir como todos os dias, antes de ir para o escritório: acordar cedo, tomar banho, vestir-se bem ou de forma não muito informal, comer bem antes do início do trabalho etc.. Não se levante para trabalhar e permaneça de pijama, ou não tomou banho ou escovar os dentes, por exemplo, isso deixará você com preguiça e reduzirá a eficiência em nosso trabalho.

3. Preparar a área de trabalho

Deve haver um espaço dedicado para o trabalho, como preparar uma mesa para essa finalidade, cadeira confortável, equipamentos necessários como notebooks ou desktop, canetas etc., para não haver distrações. A mesa organizada ajudará a inspirá-lo a trabalhar melhor, não trabalhe no sofá ou na cama além de forçar o corpo em uma posição inadequada, permite distrações, esteja pronto para trabalhar.

Muito importante é o sinal do WIFI que deve ser adequado para as tarefas a serem realizadas, porque pode exigir da internet o dia todo com bom sinal. Se o sinal estiver inadequado, veja com o provedor de internet a possibilidade de atualizar a velocidade ou mude de plano ou mesmo de provedor.

4. Estabeleça critérios com as pessoas da família

Trabalhar em casa, para equipes, é uma coisa nova para quem nunca trabalhou dessa forma, então tudo é muito novo. Portanto, precisa ficar claro para as pessoas em casa que devemos estar prontos para trabalhar durante todo o expediente. Para focar totalmente no trabalho pais com filhos pequenos, se houver alguém para cuidar da criança durante o dia isso será necessário, caso contrário, deve-se buscar essa pessoa para cuidar das crianças no horário do expediente.

5. Defina a sua estratégia

Devemos ter uma lista de tarefas e buscar realizá-las a cada dia conforme o planejado. Há algo que precisa ser feito primeiro, como trabalhos urgentes, trabalhos importantes ou trabalhos pendentes que devem ser seguidos por qualquer pessoa. Se houver necessidade de uma reunião, esteja preparado 15 minutos antes, se não tiver domínio no aplicativo que será usado na reunião, pratique usando previamente. Não é demais dizer que se tiver uma apresentação em PowerPoint ou outros arquivos, você deve prepara-los antes da reunião, como se estivesse no escritório.

Importante em reuniões online através de vários aplicativos, muitas pessoas podem não gostar de abrir a câmera porque podem ser tímidas ou não estarem familiarizadas. Mas, abrir a câmera nos fará focar mais na reunião. Ver o Feedback nos assunto em discussão, em tempo real, torna as reuniões mais eficazes e produtivas.

6. Ter um tempo livre para descanso e termino do trabalho

Ao trabalhar em casa, você deve definir o horário de início do trabalho, hora do almoço e término do trabalho como se fosse no escritório. Não exagere porque pode afetar negativamente na sua saúde.

7. Manter a mente o tempo todo no trabalho

Durante a fase de Distanciamento Social, as pessoas ficaram longe de amigos, familiares, entes queridos e isso prejudicou a nossa vida normal. Pode causar estresse e solidão. Portanto, deve haver conversas regulares para não ficar distante do grupo. Para a equipe, pode haver uma hora toda semana para que todos atualizem suas vidas sobre qualquer assunto que não seja trabalho, para criar uma atmosfera que é como ir ao trabalho onde há conversa, provocações e brincadeiras.

8. Cuide bem da sua saúde.

É uma boa oportunidade para cuidarmos integralmente da nossa saúde. Vamos dormir mais plenamente porque não precisamos acordar cedo para atravessar o engarrafamento para trabalhar. Pode fazer a refeição no horário, você deve fazer exercícios leves. Pode sair do seu ambiente de trabalho para pequenas pausas, como acontece no escritório etc., manter-se em um ambiente que tanto é a sua casa como o seu local de trabalho não é uma tarefa fácil, o esgotamento mental sempre acontecerá. Quando terminar as suas tarefas, desligue-se do trabalho. Viva a sua vida doméstica junto dos seus.

Se você quer ou precisa trabalhar em casa e não sabe como fazer isso, clique na imagem abaixo que você será direcionado para uma página que te ajudará nessa questão.

HomeOffice lucrativo

Gostou do post? Curta, comente e compartilhe.