site-de-sucesso-dicas-milton-design

As quatro regras de ouro para NÃO gerar negócios na internet

1) Jogue tudo na mão do “sobrinho”

Como não sai da frente do computador, ninguém melhor do que ele para fazer o site da empresa, não é mesmo? Acontece que a construção de um site há muito tempo deixou de levar em conta apenas a capacidade de chamar a atenção com animações, músicas e outras pirotecnias. Para ser capaz de gerar oportunidades, hoje é preciso levar em conta a “usabilidade”, ou seja, a facilidade e a praticidade em acessar o conteúdo que se deseja sem ter de ir de lá para cá ou ter a atenção desviada. Quanto melhor for a usabilidade, maior será a chance das pessoas que visitam o site de se concentrar no que realmente interessa.

Se você vai deixar o site da empresa na mão do seu sobrinho, assegure-se que ele conheça este conceito.

2) Transforme o site na versão eletrônica do seu folder comercial

Um site hoje pode ser equipado com uma série de recursos, de acordo com a finalidade desejada. Se a intenção é apresentar a empresa, produtos e serviços, é possível fazer uso não só de textos e imagens mas também de áudio (podcasts), vídeos e apresentações em slides. Se a ideia é facilitar a comunicação com os consumidores e clientes, pode fazer uso de e-mails, formulários e chats. Limitar o site da empresa a uma versão eletrônica do seu folder comercial é como dispor de um moderno smartphone, equipado com os mais diversos recursos, e só utilizá-lo para fazer algumas chamadas.

3) Quando o site estiver no ar, esqueça-se dele

As empresas despendem grande esforço para desenvolver o seu site e, quando finalmente ele fica pronto, simplesmente parecem esquecê-lo. Na velocidade em que acontecem as coisas na internet, as informações se desatualizam, surgem novos recursos e tecnologias e num espaço de tempo mais curto do que se imagina o site antes novo e moderno parece ter sido feito há décadas. Para os clientes e prospects que o visitam, é como se a própria empresa tivesse parado no tempo.



Por esse motivo, manter o conteúdo sempre atualizado e estar atento às tendências de layout e usabilidade é essencial não só para a manutenção do site, mas para a própria imagem da empresa no mercado.

4) O site é a própria propaganda, não gaste mais dinheiro com isso

É comum se pensar que o site é a propaganda da empresa, por isso não há necessidade de se divulgá-lo. Na verdade, ter um site é garantir o seu espaço em um imenso mercado chamado internet que, como em outros mercados, possui milhares de empresas também competindo pela atenção dos potenciais clientes. De pouco adianta ter produtos diferenciados, apresentados em um site moderno e atualizado, se poucos sabem que ele existe.

O avanço da rede de computadores passa a ocupar um papel central nas interações sociais e em nosso dia a dia. Estar inserido na internet aumenta as possibilidades de bons negócios entre empresas e clientes.

fonte web: http://www.administradores.com.br

Gostou do post? Comente, curta e Compartilhe.

Precisando CRIAR ou REFAZER UM SITE para melhorar o posicionamento no Google? Pode enviar uma mensagem ou Whatsapp.

1 responder

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] grau com que o usuário consegue realizar uma tarefa são medidos pelos itens: funcionalidade correta, eficiência de uso, facilidade de aprendizagem, […]

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *