Posts

9 dicas para melhorar a qualidade do seu site

Você já se perguntou por que alguns sites são muito mais populares do que outros no mesmo nicho? Embora as preferências sejam diferentes de um usuário da Internet para outro, não há dúvida de que a qualidade do site é um dos fatores cruciais para criar um grupo de seguidores leais e atrair novos leitores.

A maioria identificará o conteúdo de alta qualidade como o principal motivador do site, mas os recursos visuais e a usabilidade são igualmente importantes para fornecer a melhor experiência do usuário.

Mas como se cria um site de qualidade?

Como criar um site de qualidade

Existem várias maneiras de aprimorar a experiência do usuário. Um design inteligente e acessível é essencial para reter leitores e atrair novos.

Sua página inicial é a primeira coisa que é apresentada a um visitante após clicar no link do seu site. Conseqüentemente, os recursos visuais desempenham um papel vital na criação da primeira impressão do visitante. Conteúdo de alta qualidade e boa usabilidade convencem ainda mais seus leitores a seguirem seu site.

Planeje cuidadosamente

Antes de configurar um site, é necessário responder a perguntas como:

  • Qual é o objetivo do seu site?
  • Que tipo de conteúdo você pretende fornecer?
  • Quem é seu públicos-alvo?
  • Como seu site pode agregar valor ao seu público-alvo?

Somente depois de fornecer as respostas a essas perguntas, você poderá prosseguir com a criação de seu site, dando-lhe uma orientação clara sobre quais elementos e seções você deseja incluir na estrutura do site.




Pense em uma boa estrutura e design do site

Orientado pelas respostas às perguntas acima mencionadas, pense em um design que reflita sua empresa, ou se for um site pessoal, sua personalidade. Um bom design do site não apenas fornece uma experiência visual agradável, mas também ajuda a se comunicar com os visitantes. Deixe seu site com uma aparência limpa, não superlotando as páginas com textos e imagens para permitir que os leitores se concentrem em coisas mais importantes.

Elabore uma estratégia de marketing de conteúdo

Como se costuma dizer, o conteúdo é rei. Mas para criar conteúdo de alta qualidade que seu público achará útil, primeiro desenvolva uma estratégia. Prossiga com a elaboração de um calendário de conteúdo com base em seu plano para garantir a entrega consistente de informações e manter seus seguidores engajados.

Permitir uma fácil navegação no site

Depois de fazer um brainstorming sobre as seções específicas que deseja incluir em seu site, organize-as de uma maneira concisa e clara. Certifique-se de que os visitantes não percam em encontrar o que lhes interessa. Clareza e concisão são essenciais, especialmente se você estiver oferecendo produtos ou serviços.

Crie conteúdo de alta qualidade e envolvente

Um ótimo conteúdo ajuda a construir confiança e credibilidade. Para isso, você precisa se colocar no lugar de seus clientes. Os usuários clicam em seu site porque desejam saber se ele pode ajudá-los com problemas específicos. É aí que você precisa se concentrar.

Há uma demanda emergente por conteúdo visual, então carregue fotos com os artigos do seu blog ou crie vlogs. Diversifique o conteúdo criando podcasts, e-books, webinars e outros tipos de conteúdo para aumentar a audiência e a classificação do site.

Use as imagens corretamente

As imagens certas podem melhorar muito o seu site e impactar o engajamento do usuário. No entanto, postar imagens de alta resolução pode prejudicar o tempo de carregamento. Portanto, você deve otimizar as imagens para uso do site.

Certifique-se de que todos os links em seu site funcionam

Ter muitos links quebrados em seu site dá a impressão de que você não leva a sério o fornecimento de informações atualizadas e úteis e afasta clientes em potencial.

Incentive a interação com seus leitores ou seguidores

É sempre uma boa ideia solicitar feedback dos visitantes do seu site. Pergunte a eles como foi a experiência deles em visitar ou explorar seu site. Faça uma pesquisa sobre quais tópicos eles desejam saber mais e produza conteúdo que discuta esses assuntos. Se eles apresentarem uma reclamação, trate-a diretamente para mostrar que o seu público é importante.

Lembre-se de colocar links ou ícones de compartilhamento (facebook, instagram, twitter etc) ​​em seu site para tornar mais fácil para seus seguidores ou leitores compartilharem seu conteúdo.

Mantenha seu site atualizado

Os clientes em potencial podem ficar desanimados ao perceber que seu site está inativo. Mantenha seu site o mais atualizado possível. Você nem sempre precisa escrever novos artigos para blog, pois pode revisar os existentes.

Uma ferramenta útil para atualizar seu site é o recém-lançado Google Page Experience , um sistema que mede a qualidade do seu site. Essa ferramenta usa fatores de classificação de pesquisa, como atualização de velocidade de página e atualização compatível com dispositivos móveis, entre uma série de outros recursos.

Dicas adicionais para melhorar seu site

Se você já tem seu site há algum tempo e não tem certeza de como melhorá-lo, considere o seguinte:

  • Aprenda as noções básicas de SEO. É inútil desenvolver um site de alta qualidade que não seja notado. Faça da otimização de mecanismos de pesquisa (SEO) uma prioridade para aumentar a visibilidade do site. Comece aprendendo como as palavras-chave podem ajudar seu site a se tornar mais visível por meio do verificador de dificuldade de palavras – chave.
  • Otimize a velocidade de carregamento da página. Se o seu site demorar uma eternidade para carregar, você terá uma alta “taxa de rejeição” ou casos em que um visitante clica no seu site, mas sai sem ver a sua página inicial. Otimize seu site removendo páginas, seções e fotos desnecessárias.
  • Torne seu site compatível com dispositivos móveis. Existem milhões em todo o mundo que usam seus telefones celulares para navegar na Internet. Não fique de fora. Seu site deve ser fácil de visualizar em telefones celulares. Mantenha-o simples e remova o conteúdo desnecessário.

Os segredos para um site atraente e de alta qualidade são a simplicidade e a utilidade. Você não precisa desenvolver um que esteja cheio de imagens de alta resolução ou artigos do tipo enciclopédico. Tudo que você precisa é de um site visualmente atraente que forneça de forma sucinta e estratégica o que o seu público deseja e procura.

Fonte: Orphicpixel

Então, gostou do post, foi útil? Comente, curta e Compartilhe.

Agora, você pode estar precisando ou sabe de alguém que esteja precisando CRIAR ou REFAZER UM SITE para um negócio ou melhorar o posicionamento no Google? Pode enviar uma mensagem ou chame no Whatsapp, que te ajudo nessa questão.

Você quer que a Internet promova o seu site?

Para se obter resultados significativos, para o seu negócio, ideia ou produto, não basta montar um site ou loja virtual e aguardar os acessos que podem gerar negócios. Todo um planejamento estratégico deve ser levado em consideração.  Para atingir os objetivos almejados vamos algumas recomendações.

Usabilidade

Usabilidade numa regra geral, significa facilidade no uso. Quanto maior for essa facilidade em os usuários atingirem os seus objetivos e com maior a rapidez (menor número de cliques) garantirá a satisfação e negócios poderão se concluir. Os sites hoje devem ser planejados visando a maior simplicidade possível, recursos pirotécnicos, introdução animadas ou mesmo sites todo em flash, que demoram para carregar afugentam usuários, principalmente, os mobiles. Não estamos condenando, veementemente, animações em flash, como banners, por exemplo, estes tem o seu papel, mas não devem impedir uma navegação agradável. O site não são construídos para o nosso deleite e, sim, realizarmos negócios.




Otimização

Também conhecido por SEO (Search Engine Optimization) que visa otimização para mecanismos de busca.

A otimização é um conjunto de técnicas que visão estruturar as informações sobre o seu negócio (relevância), objetivando um melhor posicionamento nos buscadores. Através de palavras-chave contidas no site (título, conteúdo das páginas etc.), que devem ser específicas sobre o seu negócio e constantemente atualizadas, onde, possíveis consumidores chegarão até seus negócios. Além de pensar nas palavras-chave a codificação do site também é muito importante, pois sites em flash, se você ainda tem um, não permite aos buscadores “ler” o conteúdo das páginas, portanto, não permitirão uma boa indexação.

Publicidade

A propaganda é a alma do negócio, além de incluir em toda a sua papelaria o endereço eletrônico do seu site existe também a publicidade on-line que tanto pode ser feito através de links patrocinados nos próprios sites de busca, como por exemplo o Google Adwords, UOL etc., como em mídia sociais através de trocas de banners, neste caso, que seja vinculado em sites ou mesmo comunidades ligadas ao tipo de negócios, pois, de outra forma a propaganda poderá não surtir os resultados esperados.

Redes Sociais

A febre das redes sociais (Facebook, Myspace, Twitter etc) tornaram essas, grandes ferramentas para alavancar negócios, onde especialistas acordam que o futuro dos negócios estarão ai baseados no uso dessas plataformas, por ser um canal de comunicação direta entre a empresa e seus clientes. O entendimento desse ambiente, com o seu dinamismo, como o público-alvo reage e interage e de vital importância para o posicionamento e uso.

Email Marketing

E a propaganda através do email. Pesquisas recentes indicam um alto nível de resultado, na ordem de 62%, onde entrevistados revelaram que realizaram compras a partir de um email com promoções. Para que esta ferramenta seja bem utilizada, é necessário definir os objetivos a alcançar e a estratégia sobre como utilizar diferentes formas de campanha, neste caso é sempre bom consultar um especialista no assunto, para não desenvolver uma campanha negativa para o negócio.

Concluindo, as dicas acima te ajudarão a alavancar o seu negócio, seja ele digital ou não, mas a compreensão ampla te ajudará muito mais, sendo assim, criamos o ebook “Aprenda a criar e se relacionar com o seu público” escrito de maneira clara, simples e direta para qualquer tipo de negócio digital.

Gostou do post? Comente, curta e Compartilhe.

Precisando de ajuda? Clique aqui e saiba como podemos te ajudar.

A Vantagem do Design Centrado no Usuário

Cada vez mais, as empresas estão adotando o design centrado no usuário (UCD) para melhorar seus produtos e serviços. As empresas devem ir além de manter suas ofertas existentes. Elas devem repensar seus mercados existentes e explorar novos mercados que se utilizem de seus pontos fortes, capacidades, canais e marcas, particularmente à medida que os mercados se expandem e se especializam. O UCD define um conjunto de métodos que incorporam as necessidades dos usuários no desenvolvimento de produtos e serviços para cortar custos, fomentar inovações reais e fornecer uma vantagem estratégica em relação aos competidores.




  • Reduzindo custos. O UCD solicita a ajuda dos usuários para expor problemas e detectar falhas o quanto antes no processo de desenvolvimento. Ele fornece mecanismos baratos para reduzir custos para corrigir problemas em ciclos de desenvolvimento posteriores e os custos de falhas depois que um produto ou serviço é lançado.
  • Fomentando inovação real. O UCD estuda o comportamento dos usuários enquanto estes interagem com um produto ou serviço dentro do seu contexto da vida real. Ao fazer isso, ele expõe as necessidades que os usuários não estão cientes ou que poderiam não se capazes de articular. Essas ideias e a exposição direta à experiência do usuário levam a melhorias não óbvias e ao desenvolvimento de produtos e serviços verdadeiramente inovadores.
  • Fornecendo uma vantagem estratégica. O UCD considera todos os fatores da experiência dos usuários: cultural, social, cognitivo e físico. Ao criar um entendimento mais profundo do usuário, ele permite a oportunidade de estabelecer relacionamentos a longo prazo, os quais resultam em uma maior ressonância da marca, lealdade dos consumidores e vantagem estratégica sobre os competidores.




O objetivo do UCD é estabelecer um completo entendimento dos usuários e suas necessidades permitindo às empresas uma sintonia fina das ofertas correntes e uma identificação das oportunidades emergentes para verdadeiramente oferecer suporte às vidas dos usuários.

Ariane Kempler (designer independente e consultora de pesquisa. Tem mestrado em Design Centrado no Ser Humano pelo instituto de Tecnologia de Ilinois e tem desenvolvido produtos inovadores e serviços para IDEO e Razorfish.

Gostou do post? Comente, curta e Compartilhe.

Precisando de ajuda? Clique aqui e saiba como podemos te ajudar.

Usabilidade, erros que não se deve cometer

A usabilidade de web sites está diretamente ligada à capacidade de permitir que o usuário consiga atingir seus objetivos de uma forma rápida e eficaz e com o um menor número de erros possíveis. Deve ser principalmente de fácil aprendizagem.




Ao longo do tempo algumas convenções práticas têm sido desenvolvidas para ajudar a melhorar a usabilidade dos sites em geral, durante a sua concepção e construção. Este resumo de dez crimes de usabilidade destaca alguns dos erros mais comuns entre Web Designers e fornece uma solução alternativa para ajudar a melhorar a usabilidade do seu site.

Usabilidade erros que não se deve cometer:

  • Não associar label à campos de formulário
  • Um logotipo que não linka para a página inicial
  • Não destacar os links visitados
  • Não destacar campos ativos
  • Imagem sem descrição alt e title
  • Imagem de fundo, sem uma cor de fundo
  • Textos longos no conteúdo
  • Sublinhar textos que não são links
  • Utilização de textos justificados
  • Não utilizar espaçamentos entre linhas
  • Não usar uma navegação breadcrumbs – migalhas de pão

O link original do artigo pode ser conferido em 10 Usability Crimes You Really Shouldn’t Commit

Gostou do post? Comente, curta e Compartilhe.

Precisando de ajuda? Clique aqui e saiba como podemos te ajudar.

Teste de Usabilidade em sites como efetuar?

Usabilidade diz respeito aos aspectos de eficiência e eficácia no uso de aplicações. Eficiência seria o grau da capacidade de executar as funções ou operar a aplicação. Eficácia seria o efeito da operação. Ou seja, alem de conseguir operar, e’ importante que a operação traga algum resultado positivo ou um benefício.

Aspectos de inspeção da usabilidade

O grau com que o usuário consegue realizar uma tarefa são medidos pelos itens: funcionalidade correta, eficiência de uso, facilidade de aprendizagem, facilidade de relembrar, tolerância a erro e satisfação subjetiva.

Métodos de Inspeção

  • Avaliação Heurística
  • Revisão de Guidelines
  • Percurso Pluralístico
  • Inspeções de Consistência
  • Inspeções de Standards
  • Percurso Cognitivo

7 Regras Básicas de Usabilidade na WEB

  • Clareza na arquitetura da informação
  • Facilidade de navegação
  • Simplicidade
  • A relevância do conteúdo
  • Manter a consistência e o padrão
  • Tempo suportável
  • Foco nos usuários




Importante: a boa usabilidade tem importância ímpar na economia e qualidade de uma aplicação web. No design de produtos e de software tradicionais, usuários “pagam” antes e experimentam a usabilidade depois; já na web experimentam a usabilidade antes e “pagam” depois.Dica: a má usabilidade equivale a nenhum cliente. Mantenha conteúdo de alta qualidade, atualizações constantes, tempo de download mínimo, facilidades de uso.

Porque testar somente com 5 usuários?

Algumas pessoas pensam que usabilidade é um processo muito custoso e complexo. Não é verdade. Testes bem elaborados de usabilidade não necessitam mais do que 5 usuários executando pequenos testes orientados (ref: Nielsen Norman Group).

Após aplicar o teste para o primeiro usuário e captar as avaliações, os conhecimentos sobre os problemas de usabilidade da aplicação atingem cerca de um terço (1/3) do total.

Após o teste com o segundo usuário, você descobrirá que esta pessoa faz algumas coisas semelhantes ao primeiro usuário. Assim, o aprendizado de novos problemas diminui. Outros problemas surgirão, em menor número, pois o segundo usuário observa itens distintos na interface.

O terceiro usuário fará muitas coisas já observadas com o primeiro usuário e segundo usuário. O terceiro usuário gerará uma quantia pequena de dados novos.

Com a aplicação dos testes para novos usuários a curva de aprendizado de novos problemas de interface da aplicação reduz cada vez mais. Após o quinto usuário, você está desperdiçando seu tempo observando os mesmos problemas repetidamente e não aprendendo nada de novo. É hora de retornar a aplicação e refiná-la em alguns aspectos da arquitetura.

Referências:

http://www.useit.com/
http://usableweb.com/
http://www.webpagesthatsuck.com/suckframe.htm

Homepage – Usabilidade – Desconstruindo Websites – Jakob Nielsen
Projetando websites – Jakob Nielsen

Gostou do post? Comente, curta e Compartilhe.

Precisando de ajuda? Clique aqui e saiba como podemos te ajudar.

Internet sua aliada para o sucesso

Com o crescimento atual da internet e mais ainda a popularização das redes sociais, nossos negócios ganharam um aliado muito importante, uma vez que a web se tornou um importante canal de comunicação entre o negócio e os consumidores, otimizando os recursos de atendimento ao cliente. Isso permitiu ao navegante poder falar o que quer e o que pensa sobre produtos e empresas e se as empresas não estiverem preparadas, poderão transformar esse aliado em “inimigo”.

Aspectos como webdesign, usabilidade, monitoramento de redes sociais e acessibilidade, devem ser levados em consideração, sem perder o seu foco do negócio, mas direcioná-lo para o usuário (cliente), que é o seu maior patrimônio.




Na questão da usabilidade o site deve transmitir as informações com rapidez sem obstáculos nem incômodos, aumentando o grau de satisfação. Um bom projeto da arquitetura de informação; navegabilidade clara; rapidez no carregamento da página, são alguns dos itens que podem melhorar a usabilidade.

Na questão do monitoramento de redes sociais, significa estar atento ao que o usuários “fala” sobre os seus produtos ou serviços. E, quando o “comentário” não for favorável, estar pronto de imediato para fazer as devidas correções, dando satisfação a esse e outros consumidores.

Na questão da acessibilidade, essa não está ligada apenas aos deficientes visuais, mas a todas as pessoas com algum tipo de limitação: física, visual ou cognitiva. Além desse público a acessibilidade diz também a acesso através de outros formatos como: celulares, palms, Tablets, ou mesmo outros sistemas operacionais, navegadores etc.

Ter um site  que atenda aos conceito, acima citados,  garante inúmeras vantagens às empresas. Entre elas o aumento de usuários; aumento de visibilidade em buscadores (Google, Yahoo etc); fácil acesso ao site e maior valor agregado a marca.

Então, se o seu site não atende aos seus objetivos, nós da MDesign estamos pronto para ajudá-lo faça um contato, teremos o maior prazer em ajudá-los.

Gostou do post? Comente, curta e Compartilhe.

Precisando de ajuda? Clique aqui e saiba como podemos te ajudar.

3 Influências das Cores na Composição de Layouts

Influência das cores na percepção subjetiva

A influências das cores adicionam outras dimensões a informação, isso é inegável. As cores sugerem a sua própria mensagem subliminar, despertam sentimentos e nos envolver.

 




 

Os 3 pilares dessas influências são:

1. Influência Biológica

Essas influências das cores é baseado em nosso sistema de percepção, percebemos a cor vermelha com muito mais intensidade, por exemplo, que a cor azul. Esse fenômeno está relacionado ao fato de nós termos mais células responsáveis pela percepção da cor sensível a cor vermelha (aproximada 64%) e verde (aproximadamente 34%) e nas retinas dos nossos olhos estão as sensíveis a cor azul (aproximadamente 2%). Por esse motivo na natureza encontramos poucos elementos realmente vermelhos (a não ser algumas flores que de fato chamam bastante a atenção).

 

2. Influência Cultural

Nossa percepção da cor está fortemente ligada a influências de cores na cultura. Um exemplo extremo que podemos citar é com a percepção da cor preta: quando a cultura deu a essa cor uma imagem de morte e ligação com o mal, no Egito está ligado ao nascimento e ressurreição e na cultura hebraica significa compreensão.

Mesmo o design corporativo é distinguido frequentemente por uma cor ou uma combinação específica da cor, utilizado normalmente como a identidade própria da empresa, fazendo parte de sua cultura visual.

 




3. Influência Individual

Todas as nossas preferências e aversões a cores, o que gostamos e não gostamos, deve ser levados em conta nessa hora. A moda é muito influenciada por nossos gostos. Por exemplo, a cor laranja era bastante popular na década de 70 e foi utilizada por muito tempo e que no início de 2000 ressurgiu. O uso de cores combinadas ou mesmo degradê usados em sites pode ser uma influência individual, da moda, tendência.

Você deve manter sempre esses tipos de influência em sua cabeça na hora de compor um layout. considere que a cor é percebida de forma diferente entre as pessoas e cabe você tentar utilizar a cor mais apropriada para o público-alvo do seu layout, incluindo também o cliente que está te contratando o projeto.

Gostou do post? Comente, curta e Compartilhe.

Precisando de ajuda? Clique aqui e saiba como podemos te ajudar.