Posts

Como escolher um tema WordPress GRÁTIS?

Como escolher um tema WordPress adequado ao seu projeto?

Sempre recebo a pergunta: Qual o melhor tema WordPress (template) para o meu site?

Escolher um tema WordPress não é nada fácil. Pois são milhares a disposição, tanto gratuitos como os pagos, onde as opções vão ao infinito. São temas bonitos e atraentes, com características surpreendentes e a escolha se torna muito complicada. Essa liberdade de escolha e que torna um tema WordPress atraente e interessante para os usuários não técnicos.




Os temas podem ser de três tipos:

  1. Gratuitos do repositório do WordPress ou não;
  2. Premium ou pagos;
  3. Desenvolvido do zero, a partir de um layout.

Os 5 pontos importantes na escolha do seu tema.

  1. Deve ter a característica do seu projeto, e deve ter um design limpo. Recursos de layout e funcionalidades. Recursos extras (funções e widgets prontos) para necessidades específicas;
  2. Deve ser fácil de customizar (configurações e personalização);
  3. Deve atender os requisitos de SEO amigável;
  4. Deve ser responsivo;
  5. Deve ser atualizado com regularidade.

Na escolha do tema WordPress, você deve se concentrar nas características acima, pois, são de suma importância para um bom resultado. Você também deve levar em consideração o seu orçamento e sua própria capacidade de customizá-lo ou gerenciá-lo.

Uma outra questão de suma importância nos dias de hoje é o SEO, certifique-se na descrição do tema se ele é SEO amigável. Mas independente disso é importante você ter um plugin para SEO, nós na M Design, usamos o WordPress SEO by Yoast.

Verifique também se o tema é responsivo, pois, um tema não responsivo limita o acesso dos seus visitantes, pois, não conduz a uma boa experiência de navegação para o visitante.

Como uma última recomendação, nunca baixe e instale temas de fontes desconhecidas ou não confiável, pois, muitos hackers utilizam temas pagos, disponibilizados gratuitamente, para promover ataques. Se decidir baixar tema WordPress gratuito, faça pelo painel de administração do WordPress, buscando no próprio repositório do WordPress.

Se na instalação e customização do tema WordPress, tiver dificuldades, nós da M DESIGN, temos diversos recursos para te auxiliar nessa tarefa, conte com nossa equipe.

Gostou da postagem? Foi útil para você? Então, considere fazer uma doação PIX para nossa edição.

E, precisando de ajuda, clique aqui e saiba como podemos te ajudar.

 

O que é preciso para ter um site?

A cada solicitação de um novo projeto de site que vamos iniciar é sempre uma nova questão a resolver, e nesse momento nunca podemos deixar de levar em consideração que as reuniões, seja presencial, seja whatsapp, ou outra tecnologia utilizada são extrema importância, pois, é nas definições iniciais do projeto que precisamos entender bem a necessidade para se evitar descontentamentos e refazimentos que sempre causam desgastes.

Nessas entrevistas devemos traduzir bem o que se pretende, pois é você que mais entende do negócio, uma vez que, vivencia-o diariamente.




Objetivando sempre facilitar as coisas, descrevo abaixo algumas questões, que poderá ser ampliada ou mesmo reduzida segundo as necessidades do novo site

O que deve ter em mente:

  • Qual o tipo de negócio?
  • O que vende ou que tipo de serviço presta?
  • Para que tipo de público (feminino, masculino, infantil, adulto, específico etc.)?
  • Quem são o concorrentes?
  • Qual a posição em relação a concorrência?
  • Como acha que será esta posição daqui a uns cinco anos?
  • Pretende alguma alteração de mercado em termos de negócio?
  • E em termos geográficos?
  • Qual tipo de conceito deve ser passado para o seu público?
  • Será um site institucional, blog ou e-commerce?
  • etc.

Essas questões servirão como orientação para o novo site, apontando objetivamente o que deve ser pesquisado e analisado antes de se iniciar a criação e que conceito deverá transmitir. Uma atenção muito especial deve ser dada ao tipo de público ao qual o projeto se destina.

Uma pesquisa quando possível ajudará a buscar algumas respostas para essas questões, tais como:

  • Qual o sexo e a idade média das pessoas?
  • Qual o nível social?
  • Quanto ganham por mês?
  • Que tipo de filme ou programas de TV eles assistem?
  • Quais as lojas onde se vestem?
  • Qual restaurante preferido?
  • Que tipo de carro compram?
  • etc.

Entendemos que nem sempre essa pesquisa será possível, principalmente em pequenos negócios, pois tudo isso determina um certo investimento, que muitas vezes não se tem. É importante entender que quanto mais informações forem passadas no início do projeto, melhor esse será e certamente ótimos resultados virão.

Gostou da postagem? Foi útil para você? Então, considere fazer uma doação PIX para nossa edição.

E, precisando de ajuda, clique aqui e saiba como podemos te ajudar.

 

O que é o Askimet?

Akismet, ou Automattic Kismet, é um serviço de filtro de spam criado pela Automattic, empresa que emprega a maior parte dos desenvolvedores da plataforma do WordPress, e foi lançado em 25 de Outubro de 2005. Akismet tenta filtrar spam de links e trackbacks dos comentários do blog. O filtro funciona combinando informações sobre spam recuperado de todos os blogs participantes, utilizando estas regras para bloquear futuros spams.




Akismet foi originalmente desenvolvido para se integrar como um plugin para WordPress. Atualmente faz parte da distribuição padrão do WordPress desde a versão 2.0 e ativado em todos os blogs hospedados sob o domínio WordPress.com. Uma API pública resultou em um plugin patrocinado pela Automattic para Movable Type, e diversas outras plataformas. Liberado sobre a licensa Creative Commons Sharealike, o plugin Akismet é um software livre, apesar do código do sistema do Akismet e seu algorítmo ainda não foi liberado publicamente.

Akismet é necessário obter uma chave da API no site WordPress.com.

Certifique-se de usá-lo em todos os seus sites WordPress onde sua função é eliminar os comentários de spam.

Gostou da postagem? Foi útil para você? Então, considere fazer uma doação PIX para nossa edição.

E, precisando de ajuda, clique aqui e saiba como podemos te ajudar.

 

WordPress seguro, o que fazer?

É um erro grande pensar que apenas empresas de grande porte são alvos de ataques cibernéticos. As rotinas de segurança deve fazer parte do cotidiano de todas as pessoas no meio digital, ou seja, desde provedores de hospedagem na web até usuários finais passando por gerenciadores de sites e desenvolvedores.

A internet no cotidiano

No mundo em que vivemos dependemos cada vez mais da internet. Atualmente todos, sem exceção, dependemos de processos criados e mantidos pela internet.

Como a internet está em todo lugar, todas as atualizações e novidades foram criadas para facilitar a rotina e simplificar nossos dia a dia, seja pessoal ou comercial.  A internet e o mundo dos computadores também apresentaram novas ameaças que com o tempo estão sendo aperfeiçoadas e cada vez fica mais difícil erradicar.

Por que falar sobre segurança?

Segundo a CNN , na América Latina é realizado um ataque cibernético a cada 33 segundos. Os países onde esses ataques ocorrem mais são Brasil, México e Colômbia.

No entanto, não são apenas as grandes empresas que podem ser vítimas desses ataques. Pequenas empresas, blogs e até nossas próprias informações pessoais podem ser afetadas por qualquer tipo de ataque cibernético.

Hoje, um dos bens mais preciosos do mundo é a informação.  E, como diz Bill Gates, “informação é poder”. Se você possui um site, independentemente do seu tamanho, se possui um negócio on-line ou trabalha com um deles, é importante que saiba que deve protegê-lo contra diferentes ameaças.

Existem inúmeras ameaças que podem ou não envolver sua presença on-line, desde grandes ataques a servidores, até pequenos hackers capazes de roubar as informações do seu cartão de crédito, porque você usa uma senha muito “fraca” com um nível de segurança muito baixo.

 




Ameaças à segurança do computador:

Controle de conta:

Trata-se da violação de um sistema de segurança, onde informações sobre cartões de crédito e contas bancárias são expostas e podem ser usadas para realizar fraudes financeiras.

Botnets:

A botnet é a rede de computadores que foram infectados por algum malware.  Essa rede permite acessar informações sem que o usuário tenha conhecimento.

Teste de cartão bancário

Esta é uma prova de compra com um cartão de crédito ou débito que foi roubado para saber se foi bloqueado pelo proprietário.

Phishing, Pharming ou Baleia

São páginas com características muito semelhantes às de outros sites, com a intenção de comissionar o usuário e fazê-lo acreditar que ele está em um site seguro e conhecido, quando na verdade ele está em uma montagem.  Empresas como instituições financeiras ou sites que realizam algum tipo de transação são as que mais sofrem com esse tipo de fraude.

Outro tipo de ameaças

Existem também vários problemas ou situações externas que podem variar de um fenômeno natural a um ataque terrorista ou um simples erro devido ao descuido do administrador pelo site.

Infraestrutura de servidor que hospeda seu site

Como você deve saber, as informações contidas em todos os sites do mundo estão hospedadas em um espaço físico em grandes servidores.

Erros humanos e falhas técnicas

Da mesma forma que a Internet é robusta e desenvolveu estratégias diferentes para garantir a segurança, sabemos que, com um simples clique, é possível perder as informações do seu site.  Certamente você se lembra de quando enviou um e-mail ou um Whatsapp por engano, o mesmo pode acontecer com o seu site ou o da sua empresa.

Outras falhas técnicas , como atualizar um sistema, instalar um novo plug-in ou componente, podem causar erros de compatibilidade, causando a perda das informações do site. Tenha sempre um backup atualizado para não perde informações devido a pequenos erros.

Como cuidar da segurança do site, blog etc

Certificado de segurança SSL

O protocolo de segurança HTTPS é a maneira mais fácil e segura com a qual você pode cuidar do seu site e protegê-lo de pessoas mal-intencionadas, também propiciando proteção do seu público e clientes.

Este certificado criptografa as informações trocadas no site, portanto, será muito difícil para alguém descobrir os dados de um cartão de crédito, por exemplo. Recentemente, o Google começou a notificar os usuários sobre sites que não possuem certificados SSL e a penalizá-los para que eles não tenham um bom posicionamento nos resultados do Google.

Faça backup do seu site

É importante que você sempre tenha um backup atualizado do seu site.  De preferência, um backup on-line e automático, onde você não precisa se preocupar em salvar as informações constantemente e sempre estar preparado para qualquer tipo de ameaça.

Use sempre senhas fortes

Parece algo básico e um pouco óbvio, mas como sabemos que hoje temos que salvar muitas senhas, é melhor ter uma para tudo, ou simplesmente colocar a famosa “senha123” .  Aqui estão algumas senhas mais inseguras do mundo, de acordo com o NCSC:  123456; 123456789; qwerty; senha; a1b2c3d4;  111111 dentre outras sequencias.

Datas de nascimento, frases previsíveis ou sequências numéricas fáceis, como ‘12345’, são frequentemente usadas como senhas. Segundo a BBC , a senha  “123456 ‘,  foi encontrada 23 milhões de vezes. Não facilite a tarefa para os hackers.

O problema do uso dessas sequencias é são vulneráveis ​​e podem ser descobertas por criminosos cibernéticos, causando danos irreparáveis ​​a pessoas e empresas.

Portanto, a geração de senhas fortes e seguras é essencial para proteger seus dados pessoais e os de seus clientes.  Outra boa prática é alterar as senhas periodicamente para dificultar o acesso dos hackers às suas contas.

Manter sites e contas virtuais seguras também é uma responsabilidade sua.

Texto retirado do site: https://www.hostgator.com.br/

Gostou da postagem? Foi útil para você? Então, considere fazer uma doação PIX para nossa edição.

E, precisando de ajuda, clique aqui e saiba como podemos te ajudar.

 

O que pode estar atrapalhando seus negócios

As quatro regras de ouro para NÃO gerar negócios na internet

1) Jogue tudo na mão do “sobrinho”

Como não sai da frente do computador, ninguém melhor do que ele para fazer o site da empresa, não é mesmo? Acontece que a construção de um site há muito tempo deixou de levar em conta apenas a capacidade de chamar a atenção com animações, músicas e outras pirotecnias. Para ser capaz de gerar oportunidades, hoje é preciso levar em conta a “usabilidade”, ou seja, a facilidade e a praticidade em acessar o conteúdo que se deseja sem ter de ir de lá para cá ou ter a atenção desviada. Quanto melhor for a usabilidade, maior será a chance das pessoas que visitam o site de se concentrar no que realmente interessa.

Se você vai deixar o site da empresa na mão do seu sobrinho, assegure-se que ele conheça este conceito.

2) Transforme o site na versão eletrônica do seu folder comercial

Um site hoje pode ser equipado com uma série de recursos, de acordo com a finalidade desejada. Se a intenção é apresentar a empresa, produtos e serviços, é possível fazer uso não só de textos e imagens mas também de áudio (podcasts), vídeos e apresentações em slides. Se a ideia é facilitar a comunicação com os consumidores e clientes, pode fazer uso de e-mails, formulários e chats. Limitar o site da empresa a uma versão eletrônica do seu folder comercial é como dispor de um moderno smartphone, equipado com os mais diversos recursos, e só utilizá-lo para fazer algumas chamadas.

3) Quando o site estiver no ar, esqueça-se dele

As empresas despendem grande esforço para desenvolver o seu site e, quando finalmente ele fica pronto, simplesmente parecem esquecê-lo. Na velocidade em que acontecem as coisas na internet, as informações se desatualizam, surgem novos recursos e tecnologias e num espaço de tempo mais curto do que se imagina o site antes novo e moderno parece ter sido feito há décadas. Para os clientes e prospects que o visitam, é como se a própria empresa tivesse parado no tempo.



Por esse motivo, manter o conteúdo sempre atualizado e estar atento às tendências de layout e usabilidade é essencial não só para a manutenção do site, mas para a própria imagem da empresa no mercado.

4) O site é a própria propaganda, não gaste mais dinheiro com isso

É comum se pensar que o site é a propaganda da empresa, por isso não há necessidade de se divulgá-lo. Na verdade, ter um site é garantir o seu espaço em um imenso mercado chamado internet que, como em outros mercados, possui milhares de empresas também competindo pela atenção dos potenciais clientes. De pouco adianta ter produtos diferenciados, apresentados em um site moderno e atualizado, se poucos sabem que ele existe.

O avanço da rede de computadores passa a ocupar um papel central nas interações sociais e em nosso dia a dia. Estar inserido na internet aumenta as possibilidades de bons negócios entre empresas e clientes.

fonte web: http://www.administradores.com.br

Gostou da postagem? Foi útil para você? Então, considere fazer uma doação PIX para nossa edição.

E, precisando de ajuda, clique aqui e saiba como podemos te ajudar.

 

Porque Refazer Seu Site? Para Melhorar o SEO

Se o seu site foi feito há mais de cinco anos, com certeza ele corre um sério risco de não ser responsivo e em muitos casos, ultrapassado ou simplesmente você está amadurecendo e conhecendo melhor, a cada dia, os visitantes de seu site, desta forma nada mais justo do que refazer seu site para atender esses novos clientes

Então, talvez seja a hora de adequá-lo ao que você descobriu do seu novo público ou porque percebeu que na última atualização do Google o seu site perdeu várias posições. Sendo assim é hora de botar a mão não massa e recuperar o tempo perdido.

Como está a concorrência?

O que pesquisamos nos mecanismos de busca? informações de produtos, serviços, empresas etc., e isso se tornou muito fácil e integrado no dia a dia das pessoas e, com um clique, temos um novo visitante em seu site. E a sua concorrência com vai? Certamente refazendo o site.

Gaste um pouco de tempo analisando, estudando, os sites da concorrência. Esta é uma tarefa muito importante antes de começar a refazer seu site. Lembre-se que: Os visitantes mudam de conceito ou opiniões, a respeito da empresa, a partir do site.

O site não reflete o que o seu visitante esperava encontrar.

Quando o visitante clica em um link na ferramenta de busca, espera ter a sua necessidade atendida em uma das opções apresentadas pelo buscador, então, quando um visitante entra no seu site ele espera encontrar o que procurava, se encontra, o design agradável a quantidade de conteúdo relevante, faz com que ele fique navegando nos links na página, tornando a visita uma experiência agradável.



Então, como está o seu site nessa questão, oferece aos seus visitantes o que ele procura? Peça a pessoas que não tenham ligação com o seu site, não vale amigos ou familiares, pois esses acham tudo maravilhoso, analisarem o que vêem. Se a analise não for boa, não exite, parta para refazer seu site, nem que seja do zero.

Como atrair mais visitantes?

Todos os dias milhares de pessoas passam a usar a internet para realizar várias tarefas: pesquisa, entretenimento, laser, compras etc. Se a pessoa nunca ouviu falar no seu site, como espera que ela chegue até ele, e conheça seu conteúdo, seus serviços ou sua empresa?

Sem pagar por publicidade no Google, por exemplo, podemos levar novos visitantes para o seu site, a partir de uma boa estratégia de Conteúdo, visando SEO (search engine optmization), que se bem trabalhado, eleva o posicionamento do seu site.

Então, verifique se o objetivo de seu site está especificado corretamente nos mecanismos de busca. Reformule as palavras-chave e surpreenda os visitantes, que um dia já passaram por seu site, se deparem com um novo site.

Faça seu site mais fácil de usar, ajude os visitantes a encontrar o que precisam.

Navegação do site ou blog tem que ser simples e rápida. Mantenha o mesmo padrão visual nas páginas internas: cores, fontes e posicionamento dos objetos, para que os olhos do visitante não tenham impacto entre uma página e outra como se estivessem mudando de site, desta forma você torna a navegação mais agradável e o visitante passa mais tempo no seu site.

Outro detalhe – cuidado com os caminhos longos, ou seja, se o seu site faz o visitante navegar mais de duas páginas para encontrar o que precisa, ele tem problemas. Poupe cliques de seu visitante, seja objetivo. Reformule a estrutura do site, veja se não há páginas que podem ser eliminadas ou mesmo conteúdos que possam estar desatualizado.

Comunicação mais eficiente e assuntos relevantes

Refazer seu site não é apenas mudar o layout (design) e reposicionar os assuntos nas páginas, atualizar conteúdos, rever políticas de SEO etc. Tenha em mente que melhorar o layout e a navegação pode atrair e segurar mais tempo o visitante em sua página, mas para a reformulação ser eficiente o conteúdo precisa caminhar junto com estas mudanças. Pense bem, conteúdos são tão perecíveis quanto os layouts na internet.

Gostou da postagem? Foi útil para você? Então, considere fazer uma doação PIX para nossa edição.

E, precisando de ajuda, clique aqui e saiba como podemos te ajudar.

 

Internet sua aliada para o SUCESSO

Com o crescimento atual da internet e mais ainda a popularização das redes sociais, nossos negócios ganharam um aliado muito importante, uma vez que a web se tornou um importante canal de comunicação entre o negócio e os consumidores, otimizando os recursos de atendimento ao cliente. Isso permitiu ao navegante poder falar o que quer e o que pensa sobre produtos e empresas e se as empresas não estiverem preparadas, poderão transformar esse aliado em “inimigo”.

Aspectos como webdesign, usabilidade, monitoramento de redes sociais e acessibilidade, devem ser levados em consideração, sem perder o seu foco do negócio, mas direcioná-lo para o usuário (cliente), que é o seu maior patrimônio.




Na questão da usabilidade o site deve transmitir as informações com rapidez sem obstáculos nem incômodos, aumentando o grau de satisfação. Um bom projeto da arquitetura de informação; navegabilidade clara; rapidez no carregamento da página, são alguns dos itens que podem melhorar a usabilidade.

Na questão do monitoramento de redes sociais, significa estar atento ao que o usuários “fala” sobre os seus produtos ou serviços. E, quando o “comentário” não for favorável, estar pronto de imediato para fazer as devidas correções, dando satisfação a esse e outros consumidores.

Na questão da acessibilidade, essa não está ligada apenas aos deficientes visuais, mas a todas as pessoas com algum tipo de limitação: física, visual ou cognitiva. Além desse público a acessibilidade diz também a acesso através de outros formatos como: celulares, palms, Tablets, ou mesmo outros sistemas operacionais, navegadores etc.

Ter um site  que atenda aos conceito, acima citados,  garante inúmeras vantagens às empresas. Entre elas o aumento de usuários; aumento de visibilidade em buscadores (Google, Yahoo etc); fácil acesso ao site e maior valor agregado a marca.

Então, se o seu site não atende aos seus objetivos, nós da MDesign estamos pronto para ajudá-lo faça um contato, teremos o maior prazer em ajudá-los.

Gostou da postagem? Foi útil para você? Então, considere fazer uma doação PIX para nossa edição.

E, precisando de ajuda, clique aqui e saiba como podemos te ajudar.

 

WordPress PRIVADO Sem Uso de Plugins

WordPress privado somente para assinantes.

Então, o WordPress é um CMS fantástico e tem plugin para tudo o que precisamos para implementar novas funcionalidades em site ou blog. E quando aparece aquela necessidade de tornar o seu WordPress privado, tem algum plugin? Certamente que sim!

Mas, realmente temos necessidade de instalar um plugin para tornar o seu WordPress privado? A minha resposta é não. Mesmo que você não tenha nenhuma experiência com a linguagem PHP, linguagem que desenvolveu o WordPress, você pode fazendo a inclusão de um pequeno trecho de código no seu tema para torná-lo, totalmente privado, ou seja, para o usuário acessar o conteúdo tem que ser registrado. E com isso você poderá cobrar algum tipo de assinatura e lucrar com o seu WordPress.




O que é preciso fazer?

  1. Entrar no painel de administração do WordPress;
  2. Na Opção Aparência, use a opção Editor;
  3. Localize na parte direita o arquivo header.php;
  4. Insira o código antes de qualquer coisa.

Depois do planejamento acima, é a hora de botar a mão na massa.

Logue no seu painel de administração utilizando o endereço: http://www.seudominio.com/wp-admin.

No painel de administração localize a opção APARÊNCIA -> Editor

Localize do lado direito da tela o arquivo header.php (Cabeçalho)

Clicando sobre o arquivo abrirá, no parte central da área de administração, o código para edição.

Você vai colocar o cursor antes de “<?php” e pressionar uma ou duas vezes as tecla ENTER, para abrir um espaço e vai inserir o código abaixo, exatamente como está.

<?php
if ( !is_user_logged_in() ) {
   Header( "location:wp-admin/" );
}
?>

Salve o arquivo clicando no botão Atualizar Arquivo em azul.

Saia do painel de administração e tente entrar no site sem estar logado, certamente você não conseguirá sem informar os dados de usuário e senha.

Pronto agora temos um WordPress privado.

Gostou da postagem? Foi útil para você? Então, considere fazer uma doação PIX para nossa edição.

E, precisando de ajuda, clique aqui e saiba como podemos te ajudar.

 

Web Design Minimalista – Princípios

Minimalismo sempre foi uma das praticas mais difíceis no design, principalmente no webdesign. Quando você está procurando por informações na internet, normalmente fica muito irritado por causa do excesso de elementos, que em alguns casos, interrompem o seu fluxo de leitura enquanto navega em um web site, a fim de encontrar o que é mais importante para você – o conteúdo ” menos é mais “ – é o que deve estar na mente de um web designer quando projetar  algo novo para postar na internet.

Como em qualquer outro domínio profissional, em webdesign – a prática leva à perfeição , a menos que você seja um gênio, é claro.  Eu não posso dar qualquer ideia sobe o seu projeto, mas o que posso fazer é ajudá-lo com apenas algumas dicas sobre um projeto limpo de webdesign minimalista, onde o conteúdo é o que deve sempre se destacar.

E por falar nisso, você sabia que design minimalista decolou décadas atrás, na Suíça, sendo aplicada aos meios de comunicação através do design gráfico, música, literatura, pintura e finalmente – web design?



Obedecer ao princípio:  menos é mais

Este princípio é essencial no minimalismo. Evitar um design muito carregado, com muitos elementos que não são realmente necessário. Embora você gostaria que seu projeto fosse melhor do que os outros similares – isso não significa que você deve carregá-lo com elementos desnecessários . Isto também se aplica para o conteúdo que você tem no seu website. Evitar textos longos a não ser que seja exclusivamente necessário. Vá direto ao ponto.

Concentre-se no conteúdo

Além de escolher o conteúdo do seu site, sabiamente, você também tem que levar em consideração o modo como é apresentado este conteúdo. Escolhendo a fonte certa que irá torná-lo visualmente bonito. Felizmente, a Internet oferece um monte de interessante e divertidas fontes para você usar. Você apenas tem que procurar com paciência por aquela que é adequada para o design do seu site.

O espaço em branco é necessário

Esta é provavelmente uma definição exagerada para um princípio, mas na verdade é realmente importante. Mais espaço em branco é menos confusão e é isso que realmente importa em um webdesign minimalista, seja clean. Não tenha medo de deixá-lo lá, ao invés se concentrar em alguns elementos interessantes, que podem preenchê-lo até onde for necessário. O espaço em branco faz com que o usuário possa ler o conteúdo mais facilmente e tenha certeza que é isso que qualquer designer  está procurando.

Use gráficos com um forte impacto

O uso efetivo de gráficos em um webdesign limpo é um passo essencial a tomar. Se você é do tipo artística e está ansioso para usar de diferentes formas gráficos e imagens em seu projeto web, então, faça-o com cuidado. Reunir todas as suas ideias em um ou dois gráficos e, em seguida, utilizá-lo durante a criação do website. As imagens usadas terão que ter um forte impacto visual, quer seja sobre a cor ou a mensagem que enviam. E quando eu digo forte impacto, quero dizer uma série de bom gosto de cores e ideias reunidos em gráficos que não afetem o seu conteúdo. No final cabe a você a escolha se  quiser usar gráficos em seu design minimalista. Cores simples também teriam um impacto forte.



Wireframe único funciona melhor

A fim de criar interesse visual terá de trabalhar em um wireframe único . Você pode demorar mais tempo para criar um wireframe para um design minimalista, porque você vai ter que prestar mais a atenção ao criar a hierarquia. Antes de fazer o wireframe para o seu design, você tem que decidir que conteúdo é essencial. Você também terá que pensar sobre o alinhamento e, em seguida, criar um certo equilíbrio em seu design.

Não se esqueça da usabilidade

No final, isso é a coisa mais importante, depois do conteúdo, como o usuário final se sente quanto a navegação do seu website . Sim, deve ser simples, limpo e elegante. Tente não reinventar a roda quando se trata de navegação. Pessoas estão acostumadas a navegar usando a barra de topo ou do lado esquerdo e quando encontram algo novo, eles às vezes se confundem ou simplesmente descartam.  Quando tiver a certeza que a sua navegação é simples, então vá em frente e introduza-a em seu site.

Sobre as cores e contraste

Alguns designers se atem, simplesmente, ao preto ou branco como uma escolha para o seu design minimalista. Eu diria que qualquer cor do arco-íris pode ser usada, contanto que não afeta o seu conteúdo,que é o mais importante. A cor pode fazer as duas coisas – ajudar o seu conteúdo destacando-o ou torna-lo impossível de ler e se concentrar, por isso esta é uma escolha importante. Pense duas vezes antes de decidir sobre as cores.

Brinque com os contrastes ao implementar seu projeto. Isto pode ajudá-lo visualmente destacando algum conteúdo ou informação que você precisa que seja mais facilmente identificável. Você terá que adicionar o contraste, se você decidir usar mais espaço em branco para um design minimalista mas elegante.

No fim das contas, cabe a você e a sua imaginação de como construir o design do seu website. Mas, recomendo  que você siga algumas regras que já foram provadas ser bem sucedida se você quiser um bom design.

Texto baseado no artigo, princípios de um design clean do blog Design Modo.

Gostou da postagem? Foi útil para você? Então, considere fazer uma doação PIX para nossa edição.

E, precisando de ajuda, clique aqui e saiba como podemos te ajudar.