Posts

Refazer Seu Site Para Melhorar o SEO

Por que refazer seu site ou blog?

Se o seu site foi feito há mais de três anos, com certeza ele corre um sério risco de não ser responsivo e em muitos casos, ultrapassado ou simplesmente você está amadurecendo e conhecendo melhor, a cada dia, os visitantes de seu site, desta forma nada mais justo do que refazer seu site.




Então, talvez seja a hora de adequá-lo ao que você descobriu do seu novo público ou porque percebeu que na última atualização do Google o seu site perdeu várias posições. Sendo assim é hora de botar a mão não massa e recuperar o tempo perdido.

Como está a concorrência?

O que pesquisamos nos mecanismos de busca? informações de produtos, serviços, empresas etc., e isso se tornou muito fácil e integrado no dia a dia das pessoas e, com um clique, temos um novo visitante em seu site. E a sua concorrência com vai? Certamente refazendo o site.

Gaste um pouco de tempo analisando, estudando, os sites da concorrência. Esta é uma tarefa muito importante antes de começar a refazer seu site. Lembre-se que: Os visitantes mudam de conceito ou opiniões, a respeito da empresa, a partir do site.




O site não reflete o que o seu visitante esperava encontrar.

Quando o visitante clica em um link na ferramenta de busca, espera ter a sua necessidade atendida em uma das opções apresentadas pelo buscador, então, quando um visitante entra no seu site ele espera encontrar o que procurava, se encontra, o design agradável a quantidade de conteúdo relevante, faz com que ele fique navegando nos links na página, tornando a visita uma experiência agradável.

Então, como está o seu site nessa questão, oferece aos seus visitantes o que ele procura? Peça a pessoas que não tenham ligação com o seu site, não vale amigos ou familiares, pois esses acham tudo maravilhoso, analisarem o que vêem. Se a analise não for boa, não exite, parta para refazer seu site, nem que seja do zero.

Como atrair mais visitantes?

Todos os dias milhares de pessoas passam a usar a internet para realizar várias tarefas: pesquisa, entretenimento, laser, compras etc. Se a pessoa nunca ouviu falar no seu site, como espera que ela chegue até ele, e conheça seu conteúdo, seus serviços ou sua empresa?

Sem pagar por publicidade no Google, por exemplo, podemos levar novos visitantes para o seu site, a partir de uma boa estratégia de Conteúdo, visando SEO (search engine optmization), que se bem trabalhado, eleva o posicionamento do seu site.

Então, verifique se o objetivo de seu site está especificado corretamente nos mecanismos de busca. Reformule as palavras-chave e surpreenda os visitantes, que um dia já passaram por seu site, se deparem com um novo site.

Faça seu site mais fácil de usar, ajude os visitantes a encontrar o que precisam.

Navegação do site ou blog tem que ser simples e rápida. Mantenha o mesmo padrão visual nas páginas internas: cores, fontes e posicionamento dos objetos, para que os olhos do visitante não tenham impacto entre uma página e outra como se estivessem mudando de site, desta forma você torna a navegação mais agradável e o visitante passa mais tempo no seu site.

Outro detalhe – cuidado com os caminhos longos, ou seja, se o seu site faz o visitante navegar mais de duas páginas para encontrar o que precisa, ele tem problemas. Poupe cliques de seu visitante, seja objetivo. Reformule a estrutura do site, veja se não há páginas que podem ser eliminadas ou mesmo conteúdos que possam estar desatualizado.




Comunicação mais eficiente e assuntos relevantes

Refazer seu site não é apenas mudar o layout (design) e reposicionar os assuntos nas páginas, atualizar conteúdos, rever políticas de SEO etc. Tenha em mente que melhorar o layout e a navegação pode atrair e segurar mais tempo o visitante em sua página, mas para a reformulação ser eficiente o conteúdo precisa caminhar junto com estas mudanças. Pense bem, conteúdos são tão perecíveis quanto os layouts na internet.

Solicite uma consultoria sem compromisso

Gostou da postagem? Foi útil para você? Então, considere fazer uma doação PIX para nossa edição.

E, precisando de ajuda, clique aqui e saiba como podemos te ajudar.

 

Qual é a Diferença entre SEO e SEM

Qual a diferença básica entre SEO e SEM

O SEO (search engine optimization) e SEM (search engine marketing) são semelhantes e, por vezes até usados ​​como sinônimos, mas, SEO e SEM são estratégias bem diferentes, pois o SEO está contido no SEM.

A maioria das pessoas já tem algum conhecimento sobre SEO (search engine optimization), e as suas diferentes táticas para melhorar o rankeamento de um site nos resultados orgânicos dos mecanismos de buscas. Já com o SEM (Search Engine Marketing), nem sempre, pois, são outras tática que também são importantes para o seu site ou negócio, que inclui além de SEO, anúncios pagos, e outros serviços relacionados com o mecanismo de busca.




Qual a proposta do SEO?

SEO pode ser descrito como as estratégias e táticas usadas para garantir que um site seja acessível a um mecanismo de busca, melhorando as chances de que seja encontrado pelos robôs dos buscadores (Google, Bing, Yahoo e outros motores de busca) e ser bem indexado.

Os Usuários de Internet não clicam em todas as páginas apresentadas nos resultados da busca orgânica, eles clicam na que parecem melhores para as suas questões, dessa forma é essencial estar bem posicionado para atrair mais tráfego para o site, pois dificilmente os usuários ultrapassam a terceira página, na maioria das vezes, tentam resolver as suas questões na primeira página, dai a importância do quanto melhor a classificação de um site nos resultados orgânicos de uma pesquisa, maior as chances desse site ser visitado por um usuário.

Então, SEO é tipicamente um conjunto de práticas que os Webmasters e Webdesigner seguem para te ajudar a alcançar uma melhor classificação nos resultados dos buscadores. Algumas dessas práticas incluem:

  • Criar e publicar conteúdo de qualidade.
  • Uso de palavras-chave relevante para o negócio.
  • Planejamento de link building para melhorar a popularidade.
  • Uso de mídia social em sites como o Facebook e o Twitter.
  • Usabilidade, melhorando a navegação do seu site para fornecer uma excelente experiência do usuário.




O que é SEM?

O SEM é um termo mais amplo que SEO, e é usado para abranger diferentes opções disponíveis para usar a tecnologia de um mecanismo de busca, incluindo anúncios pagos também.

O SEM é frequentemente utilizado para descrever procedimentos associados com a pesquisa, PPC (pay per click), CTR (click through rates) e SEO e outros serviços e técnicas que irão aumentar a exposição e tráfego para o seu site.

Anúncios em uma campanha bem sucedida de SEM será mostrado para os consumidores qualificados que estão a procura de seus produtos ou serviços, resultando em uma maior taxa de conversão.

Concluindo a diferença entre SEM e SEO

O SEM é um termo mais amplo do que o SEO, onde, SEO visa proporcionar melhores resultados na busca orgânica e o SEM usa os mecanismos de busca para fazer propaganda do seu site ou negócio para usuários de Internet, através de anúncio pago, envia mais tráfego qualificado para o seu site. Além do fato que os resultados de SEM são mais rápidos do que os do SEO.

Exemplificando, quando as pessoas digitam na caixa da busca os termos “bolsas de couro”, os resultados orgânicos são os trabalhados a partir das técnica de SEO e podem ajudar seu site ser mais visível. A publicidade paga ou links patrocinados, são aqueles afixados acima ou ao lado direito dos resultados de busca orgânica, é um produto da SEM.

O SEO e o SEM não são serviços concorrentes. O SEO é considerado um subconjunto dos serviços do SEM. Se você quiser fazer negócios na Internet, você precisa estar visível em ambos, nos resultados orgânicos e nos patrocinados (anúncios pagos), o que significa que você precisa tanto de SEO e SEM.

Gostou da postagem? Foi útil para você? Então, considere fazer uma doação PIX para nossa edição.

E, precisando de ajuda, clique aqui e saiba como podemos te ajudar.

 

6 Dicas Matadoras para Aumentar a Segurança do WordPress

Há uma variedade de sistemas de gerenciamento de conteúdo (CMS) que pode satisfazer muitas das necessidades dos seus sites, porém, o WordPress é geralmente recomendado como a principal plataforma de publicação. Com a popularidade vem a vulnerabilidade e sites do WordPress são normalmente aberto para todos os tipos de potenciais ataques de hackers, spammers e outros usuários mal-intencionados na Internet que tentam comprometer a segurança de seu ambiente de WordPress.




Abaixo nós compilamos algumas dicas valiosas para proteger o seu site WordPress permitindo-lhe adicionar várias camadas de segurança para o seu site.

Atualização WordPress

Sempre que sair uma versão nova atualize o mais rápido que puder, não esquecendo de verificar a compatibilidade dos plugins com a nova versão. Mais atenção: Sempre aguarde a correção de todos os bugs para então fazer a atualização. Isto vai poupar muitas dores de cabeça como falhas que não tenham sido explorados em grande escala.

Sinceramente falando, nada justifica não atualizar o seu WordPress, por isso, se você tem uma instalação do WordPress, que tenha pelo menos duas versões anteriores, atualize-o o mais breve possível. Isso demora apenas cerca de 5 minutos de acordo com o WordPress, não esqueça antes de fazer uma cópia do seu banco de dados do WordPress.




Faça BackUp do seu banco de dados MySQL com regularidade

Ele deve estar no topo da sua listas de tarefas, fazer backup dos arquivos do seu site e banco de dados. Regularmente faça backup de seu banco de dados MySQL, exportando seus dados MySQL como um arquivo com a extensão . sql armazenado em um local seguro, pode ser em um disco virtual, por exemplo.

Se desejar faça o download de um plugin para automatizar seus backups. Os plugin fornecem opções para automatizar o seu backup em intervalos de uma hora, diária, semanal e mensal. Você pode encontrar uma grande variedade de ferramentas que pode utilizar para a automação do backup de banco de dados, seria interessante explorar essas ferramentas e fazer uma seleção baseada no desempenho global e eficácia.

Usando uma senha forte

Usando uma senha que só é fácil de lembrar e não oferece nenhuma forma de estrutura complexa é uma das principais razões do seu site WordPress poder ser hackeado. Uma senha segura é provavelmente uma das etapas preventivas mais negligenciada que você pode tomar para melhorar a segurança da instalação do seu WordPress.

Conexões seguras para suas páginas de administração do WordPress

Outra técnica que lhe permitirá aumentar a segurança de seu site é registrando em seu painel de administração do WordPress através de conexões criptografadas SSL. Se o seu host não inclui um Certificado SSL juntamente com o seu plano, ele não vale o seu investimento. Assim como você obteve a sua conexão SSL, execute as suas sessões em https:// em vez de http:// protocolos forçando conexões SSL em páginas relacionadas a administração e funções.

Você também terá que acessar o wp-config arquivo e insira o seguinte código:

define(‘FORCE_SSL_ADMIN’, true);

Escondendo a sua versão atual do WordPress

Diversos desenvolvedores do WordPress muitas vezes gostam de exibir a versão atual do WordPress em seu código fonte. Por ter esta informação disponível ao público torna mais fácil para os hackers explorarem possíveis vulnerabilidades conhecidas para a versão específica WordPress. Para remover isto do seu código-fonte você terá que acessar o seu tema de header.php arquivo, procure a sequência de código que é semelhante ao seguinte bloco de código e depois removê-lo:

escondendo-a-versao-do-wordpress-milton-design

 

Usando SFTP ao invés de FTP

Ao contrário do que muitos acreditam FTP não é tão seguro quanto se pode pensar. Ao utilizar uma aplicação FTP para se conectar ao seu site, você está simplesmente enviando sua senha em texto simples e legível a cada vez que você entrar no seu site. Se um hacker “ouvir” ou interceptar essa informação, não seria uma tarefa difícil para eles terem sucesso através do seu FTP.

Você pode corrigir esse problema começando a usar o Secure File Transfer Protocol (SFTP) em vez de FTP a partir do momento em que você decidir acessar seu site. Se o seu host não oferece isso por padrão, então tudo que você precisa fazer é pedir a sua empresa de hospedagem que número da porta para usar para que o SFTP para ter efeito, altere as configurações em seu aplicativo FTP.

Com essas simples dicas você aumenta a segurança da sua instalação WordPress.

Gostou da postagem? Foi útil para você? Então, considere fazer uma doação PIX para nossa edição.

E, precisando de ajuda, clique aqui e saiba como podemos te ajudar.

 

WordPress para pequenos NEGÓCIOS, porquê usar?

O meu site de negócio está desatualizado

  • Não consigo atualizar meu site!
  • Eu não sou especialista e preciso de um programador ou um designer para para fazer isso!
  • Esquece… é muito caro ter um site na internet!
  • Meu site foi feito pelo meu primo e está feio demais
  • Paguei ao Zezinho, duas mil pilas para ele fazer meu site e ele simplesmente sumiu!
  • As frustrações acima são muitos comuns no dia a dia entre diversos segmentos da sociedade.




O WordPress pode lhe salvar!

WordPress é uma ferramentas destinada inicialmente para blogging, o mais popular do mundo.  De personalização fácil e rápida através de plugins e temas instalado com um clique, hoje atinge mais de 100 milhões de sites em todo o mundo.  Com o WordPress você pode construir desde blogs, websites, hotsites, comércio eletrônico e grandes portais etc.

Usando o WordPress também como um site

Com a velocidade das coisas que acontecem hoje em dia, precisávamos de uma ferramenta como o WordPress – um sistema de gestão de conteúdo incrivelmente poderoso, rápido e gratuito. Para micro e pequenas empresas isto é o ideal, pois investir na construção do próprio CMS para seu site é uma perda de tempo e recursos que podem engessar as modificações de seu site no futuro.

Inicialmente, o WordPress foi concebido como uma plataforma para blogging, mas você não tem que usá-lo como uma ferramenta de blogging. Com certos ajustes e tema ou templates ele pode ser usado para rodar no seu site, com ou sem um “blog”, apesar de o fato de que o WordPress ter sido concebido como uma plataforma de blogs ter-lhe dado algumas vantagens como sua pré-otimização para mecanismos de busca como o Google e permitir atualização instantânea por parte de um usuário que não tem qualquer conhecimento tecnológico para fazê-lo.




Gostou da postagem? Foi útil para você? Então, considere fazer uma doação PIX para nossa edição.

E, precisando de ajuda, clique aqui e saiba como podemos te ajudar.

 

Como Inserir o Shortcode direto no Tema

A cada ano o WordPress se consolida como o CMS com o maior número de instalações no mundo, onde encontramos plugins para praticamente tudo, tanto gratuito,  quanto os pago. O problema é que alguma vezes, principalmente os gratuitos, só encontramos o shortcodes, aqueles pedaços de código que vem entre colchetes, para serem usados em página, posts e widgets.

Mas, se você tiver a necessidade de usar os shortcodes em outra parte, como por exemplo, precisar usar no cabeçalho de tema e não tivermos essa opção para uso direto no PHP, o que fazer?

Sem crise, existe uma forma fácil de resolver essa dificuldade técnica e vou contar para você.

Como colocar o shortcode no código fonte do tema.

Acreditando que você tenha domínio na edição do seu tema, pois isso será necessário, você deve inserir o código abaixo no ponto exato, aonde você deseja que o shortcode funcione.

Vamos a sequência.

  1. Abra no editor do WordPress: (Aparência -> Editor)
  2. Escolha o arquivo que será editado (header.php, footer.php etc)
  3. Insira o código abaixo no ponto exato do arquivo que se estiver editando:
<?php echo do_shortcode("[shortcode]"); ?>

Onde:

O “[shortcode]” deve ser substituído pelo shortcode do plugin instalado que se deseja usar.




Por exemplo, você instalou o plugin Cyclone 2, um slider, e gostaria de usá-lo no cabeçalho do seu tema, como proceder?

  1. Abra com o editor de tema do WordPress (Aparência -> Editor) o arquivo header.php, que se encontra, na relação de arquivos do tema, no lado direito da janela de edição do tema.
  2. Posicione o cursos no o ponto que você deseja colocar o shortcode.
  3. Abra espaço, usando a tecla ENTER algumas vezes.
  4. Insira o código abaixo no arquivo. Você não deve esquecer de configurar o que deverá aparecer antes de editar o arquivo, para poder obter o shortcode final.
<?php echo do_shortcode("[shortcode]"); ?>

Feito a edição, salve o arquivo e teste o tema.

Nesse momento, você deverá estar vendo o shortcode funcionando dentro do tema no local que você escolheu.

Esse procedimento pode ser feito com qualquer shortcode instalado no seu WordPress, teste com outros para ver o resultado.

Com isso você aprendeu mais uma possibilidade de uso para os plugins dentro do WordPress, indo muito além do previsto.

Gostou da postagem? Foi útil para você? Então, considere fazer uma doação PIX para nossa edição.

E, precisando de ajuda, clique aqui e saiba como podemos te ajudar.

 

WordPress Em MANUTENÇÃO Sem Uso De Plugins

WordPress em manutenção

Existe momentos que necessitamos colocar o WordPress em manutenção, não é mesmo? Fazer modificações no tema com pessoas navegando no site pode ser desagradável se o visitante recebe uma mensagem de erro no navegador “quebrando” a sequência de navegação. Isso não é bom e muito desagradável.

Problemas também pode acontecer quando instalamos um plugin que não é mais compatível com o tema ativo, que podem tirar o nosso site ou blog do ar, independente da hora que você fizer isso, pois, na internet o tempo e espaço é diferente, sem falar nas questões de fuso horário, as pessoas acessam os sites nas horas que melhor lhe aprouverem, sendo assim, é sempre sensato colocarmos o WordPress em manutenção, mas como fazer isso? Existem duas maneiras, com e sem plugins. Nesse artigo falaremos na versão sem plugins, pois, cada vez que instalamos um plugin aumentamos o “peso” do WordPress tornando-o mais lento.

Você deve estar pensando que é difícil? Veja como abaixo.




Colocando o WordPress em manutenção sem plugins

No seu Painel de Administração do WordPress vá até Aparências -> Editor.

Uma vez clicado na opção na janela que aparecerá, procure na coluna a direita o arquivos functions.php.

Inserindo um pequeno código no arquivo functions.php do seu tema WordPress, já resolve essa necessidade, então, quando o seu site é acessado por um visitante receberá a mensagem que o WordPress em manutenção.

Vamos a ele:

function modo_manutencao() { 
 
if ( !current_user_can( 
'edit_themes'
 ) || !is_user_logged_in() ) { 
die(
'Site em Manutenção'
); } 
} 
add_action('get_header', 'modo_manutencao');

Isso já resolve o problema, na questão de informar ao visitante que o “site está em manutenção” e você poderá fazer a correção no site que se precisar.

Para tirar o site de manutenção retire o código e o site voltará a funcionar normalmente.

Gostou da postagem? Foi útil para você? Então, considere fazer uma doação PIX para nossa edição.

E, precisando de ajuda, clique aqui e saiba como podemos te ajudar.